Todas as Notas: A História por trás dos Clássicos

todas as notas1

Essa série contemporânea explora as histórias por trás das obras e compositores clássicos mais famosos. O renomado pianista canadense Jon Kimura Parker apresenta os programas ao lado de músicos expressivos. Uma série que conquistará novatos e aficcionados pela música clássica.

Ludwing Van Beethoven – Triunfo sobre Adversidade: De que modo Beethoven, mesmo após perder a audição, conseguiu superar as dificuldades e compor peças como a Sinfonia nº 5. Músicos analisam a obra e o temperamento explosivo do compositor alemão.

Tchaikovsky – Romântico sem Solução: O romantismo do compositor russo Tchaikovsky, discriminado por muitos críticos, que associavam sua obra apenas ao balé. Músicos comentam o caráter emocional de suas peças, como as Sinfonias nº 4, nº 5 e nº 6.

Maurice Ravel – A Cor da Música: O francês Maurice Ravel herdou da mãe o gosto pela música espanhola, que o influenciou na criação de obras como Bolero. Músicos entrevistados contam como Ravel conseguiu dar popularidade à música erudita.

Wolfang Amadeus Mozart – Dando Nome à Perfeição : Criança prodígio, o compositor austríaco Mozart, autor de obras-primas como o Concerto nº 21 para piano, sintetiza influências e supera os esquemas musicais utilizados por seus antecessores e contemporâneos.

Johan Sebastian Bach – Servindo Deus Através da Música: Análise da religiosidade presente na música de Bach, com depoimentos de maestros e pianistas e apresentação de algumas de suas obras mais importantes, como o Concerto nº 5 e a Missa em si menor. Último compositor barroco da Alemanha, sua arte ficou esquecida durante muito tempo, até ser redescoberta por Mendelssohn.

Antônio Vivalde – Um homem para todas as estações: Antônio Vivaldi foi o maior compositor de concertos italiano, tendo escrito mais de 500 ao longo da vida. Mas porque o famoso compositor do século 20 Igor Stravinsky alegou, 200 anos depois da morte de Vivaldi, que ele não escreveu 500 concertos mas um, 500 vezes ?

Frederic Chopin: Será que Frederic Chopin, que nunca escreveu sinfonias, óperas ou quartetos para cordas, que escreveu só para piano, pode ser considerado um dos maiores compositores clássicos de todos os tempos ?

Sergei Rachmaninoff – Sob a Influência : A trajetória do compositor russo Sergei Rachmaninoff, que, depois de criar sua primeira sinfonia, mal recebida pela crítica, entrou em depressão por três anos. Mas recuperou-se e compôs obras importantes, como o Concerto para piano nº 2 em dó menor.

Franz Schubert: Como pode, Franz Schubert, o compositor do clássico “Ave Maria”, que não era um músico virtuoso e nem nunca teve um piano, ser considerado o maior compositor de “melodias clássicas” ?

Johannes Brahms

Joseph Papa

George Friederic Handel

 

Quer baixar esses vídeos ? Clique AQUI !

Viva São João !

viva sao joao

Durante a turnê do cantor Gilberto Gil pelas festas juninas do Nordeste e Sudeste em 2001 vários personagens, cantores e pessoas do público local são entrevistadas, fazendo sempre um paralelo sobre a história das festas de São João e sua importância para a comunidade local. Viva São João! conta com convidados para lá de especiais, como Dominguinhos, Marinês, Sivuca, Alceu Valença, Targino Gondim, entre outros. A música do longa-metragem também surge nas filmagens do show de Gilberto Gil, na Praia de Botafogo, no Rio, com participações de Margareth Menezes, Elba Ramalho e Alexandre Pires. A idéia de rodar Viva São João! surgiu na época em que Andrucha Waddington e sua equipe viajava pelo interior do Nordeste à procura de locações para o seu segundo e premiado longa-metragem, Eu Tu Eles.

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

Porque a Beleza Importa ?

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Em qualquer tempo entre 1750 e 1930, se pedisse a qualquer pessoa educada para descrever o objetivo da poesia, da arte e da música, eles teriam respondido: A beleza. E se você perguntasse o porque disso, você aprenderia que a beleza é um valor tão importante como verdade e a bondade. Então, no século 20, a beleza deixou de ser importante. A arte gradativamente se focou em perturbar e quebrar tabus morais. Não era mais a beleza e sim a originalidade, seja lá como fosse alcançada e a qualquer custo moral, que recebia os prêmios. Não somente a arte fez um culto à feiura; Arquitetura também se tornou sem alma e estéril e não foi apenos o nosso ambiente que se tornou feio: Nossa linguagem, nossa música e maneiras estão cada vez mais rudes, auto centradas e ofensivas. Como se a beleza e o bom gosto não tivessem mais lugar em nossas vidas. Uma palavra está escrita com letras garrafais em toda essa feiura e essa palavra é: EU. Meus lucros, meus desejos, meus prazeres. E a arte não tem nada a dizer em resposta a isso a não ser: __ Sim, vá em frente ! Eu acho que estamos perdendo a beleza e há o perigo que com isso percamos o sentido da vida.”

ATENÇÂO: Para assistir “Porque a Beleza Importa”, clique AQUI para ser redirecionado ao site Gloria TV.

Bach e o Legado Luterano

A Tocatta e Fuga em ré menor, atribuida a Bach é uma das peças mais belas e dramáticas já escritas.Hoje Bach é considerado por muitos um dos maiores compositores da história, apesar de na realidade, ele ter passado a maior parte de sua vida trabalhando para a igreja, desconhecido de todos de fora da
Alemanha. Bach era de várias maneiras, uma fábrica de música. Essa é a história de como Martinho Lutero e um século e meio de música alemã depois dele formariam o mundo de Bach e o inspirariam a criar algumas das músicas mais bonitas já compostas.

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

Sita Canta o Blues – O Hamayana animado

Sita Sings the Blues é uma animação criada por Nina Paley  que conta a história de Sita e Rama, dois personagens do Ramayama, um conto que faz parte das escrituras do Hinduismo. Paralelamente conheceremos um pouco da história da própria diretora que viu seu casamento acabar depois que o companheiro partiu à trabalho para a Índia. O filme estabelece uma curiosa relação entre Sita, a esposa fidelíssima e muito injustiçada de Rama e a própria Nina.Outros destaques muito interessantes ficam por conta da trilha sonora que conta com as  canções de Annette Hanshaw, uma cantora de jazz que ficou famosa nos anos 20 pela forma cativante com que usava sua “pequena” voz para cantar melodias de amor. O outro destaque é a licensa do filme. Essa obra abre mão de direitos autorais e a diretora autoriza o cópia ou reprodução da obra com ou sem fins lucrativos.

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

Os Hippies

Este slideshow necessita de JavaScript.

Embora criticados por muitos em seus dias, os Hippies são hoje chamados de libertadores, formadores de opinião, a inspiração por trás das mais poderosas tecnologias do século 21 como os computadores Apple. Viciados, marginais e decadentes ou um sinal de esperança para uma nação no limiar da destruição ?  Viaje por uma das mais eletrizantes eras da história americana vista pelos olhos de quem a viveu. Experimente a música, os momentos, a mensagem e descubra como uma tribo de idealistas chocou a mais poderosa nação do planeta e mudou o mundo de uma forma que jamais poderíamos imaginar.

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !