A Educação Proibida

“Se estimula muito as crianças a competirem entre elas. Os melhores alunos tem reconhecimento, tem prêmios. Aquelas crianças que não se saem bem nos exames são chamadas à atenção. Em muitos casos nem sequer são levadas em conta. Todo mundo fala de paz, mas ninguém educa para a paz. As pessoas educam para a competição e a competição é o princípio de qualquer guerra.” “O que faz com que o estudante fracasse na escola ?  Não é o estudante quem fracassa, é o sistema que está mal planejado. É que as reformas educacionais atuais, em voga em muitas partes, estão mal enfocadas.” “As escolas e os colégios da América Latina não são mais do que espaços de tédio e aborrecimento. Eu sempre os convido a passar pelos colégios para que vejamos uma caricatura que tem que acabar. É um professor em frente a um quadro negro ditando aulas, em pleno século 21, isso não tem sentido.”

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

Inteligência Emocional

“Se agora, a inteligência emocional está na moda, é porque temos, durante muito tempo, reprimido esse mundo das emoções.” “Nós seres humanos, necessitamos aprender a reconhecer o que significa cada emoção, para que possamos adotar a atitude que corresponda a cada uma delas.” “Se tenho a inteligência emocional para não reprimir, para capitalizar, para aprender, com certeza que a crise (uma vez superado o momento de dor que toda crise acarreta) será um ponto de partida e não de chegada.” “Parte da inteligência emocional é aprender a linguagem entre os sexos, porque isso é um enriquecimento da vida, é prevenção de conflitos e até separações que podem ser evitadas se se conhece esse princípio da diferença na linguagem emocional entre o homem e a mulher.” “As empresas selecionam as pessoas pelas suas habilidades intelectuais e as despedem por sua falta de habilidades emocionais.”

Parte 1 – áudio: espanhol


Parte 2 – Espanhol

 

Quer baixar esses vídeos ? Clique AQUI !

Quem Somos Nós ?

O filme/documentário utiliza a animação para transmitir os avanços da ciência vêm revelando durante os últimos anos. Seqüências poderosas em cinematic exploram o funcionamento interno do cérebro humano. Uma animação de natureza peculiar nos apresenta à menor fração de consciência existente em nosso corpo, a célula. Efeitos visuais deslumbrantes reforçam a mensagem central do filme, de uma forma contundente e poderosa.
Feitas com muito humor, precisão e irreverência, estas cenas são apenas uma pequena parte daquilo que torna esse filme tão ímpar no contexto da história do cinema.

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

Café Filosófico: As Pontes de Madison

“Como, através de um outro, concreto, de uma amor que existe, agente pode se dirigir para um auto-conhecimento, para um amor por si próprio, para um amor de transcendência ? O amor é como uma linha mestra que nos impulsiona para a união. A união com o outro, externo e a união com o outro interno. A união com a transcendência, a união com a totalidade da nossa personalidade mais profunda, da nossa essência. Isso porque o arquétipo é virtual, para se manifestar ele precisa ter um objeto, ele precisa ter um continente. Pode ser uma imaginação, pode ser muito abstrato mas em se tratando do amor, via de regra, ele é projetado, ele é depositado numa relação com uma outra pessoa.” Os terapeutas Jungianos Maria Helena Guerra e Carlos Byington analisam o filme “As pontes de Madison” para explicar como a busca pelo amor mútuo é a tentativa humana de curar a natureza ferida pela separação do outro mas sobretudo pela separação entre aquilo que alguém aparenta ser e aquilo que se é profundamente.

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

 

 

A Natureza da Existência

“Fiz uma lista com as 85 perguntas mais difíceis que eu pudesse imaginar começando com a maior de todas: Por que existimos?. “Eis mais algumas perguntas que faço no filme: Qual o propósito do homem? O que deu início ao Universo? Onde estava Deus durante o Holocausto? O que é a verdade? As pessoas devem transar antes do casamento? Qual a melhor forma de encontrar a felicidade? Onde fica o paraíso? De onde vêm as vozes da minha cabeça?” Como você as responderia? Qual viagem é mais importante que aquela que nos leva mais perto de encontrar o sentido de nossa existência?”.

Qual é a pergunta mais importante que existe? Após explorar o fenômeno dos fãs de “Jornada nas Estrelas” no aclamado documentário TREKKIES, o diretor Roger Nygard parte para “A Natureza da Existência”, viajando pelo mundo até a fonte das filosofias, religiões e sistemas de crenças mundiais, entrevistando líderes espirituais, estudiosos, cientistas, artistas e outros que influenciaram, inspiraram ou chocaram a humanidade.

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !