O Riso dos Outros

o riso dos outros

Afinal, existem limites para o humor? Piadas ofendem, ferem o politicamente correto? O argumento “É só uma piada!” é válido para qualquer circunstância, ainda que expresse o racismo, o sexismo, o preconceito contra as minorias e indivíduos? Piadas preconceituosas contra negros, mulheres, gays, lésbicas, gordos, deficientes físicos, etc. são engraçadas? Por que provocam o riso? Quem ri é cúmplice ou o humorista apenas expressa os valores presentes na sociedade? Se é ofensivo não deveria ser proibido? Quem define o limite entre a liberdade de expressão e a ofensa preconceituosa? O politicamente correto? Este não é uma forma de policiamento ideológico, social e político? Então, em nome da “senhora liberdade” tudo é permitido?

áudio: portugês br

legendas: english

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

Rebelião dos Tubarões

rebelião dos tubarões

Sol, mar e areia. As praias do Nordeste são um pedaço do paraíso. Mas em Recife, o perigo ronda o mar. La os tubarões estão atacando pessoas. Na última década houve mais de quarenta vítimas. Dezesseis delas fatais. Agora uma equipe de cientistas vai tentar identificar esses tubarões e mergulhadores vão ficar cara a cara com os maiores predadores dos oceanos. Sua missão: Descobrir o que causou a rebelião dos tubarões em Recife e se a cidade pode tornar suas prais seguras novamente.

áudio: português

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

O Mesmo Amor

o-mesmo-amor-documentarioO documentário “O Mesmo Amor” é um retrato da relação de homossexuais com a religião a partir da história de vida de personagens que encontraram, dentro de um ambiente religioso que acolhe a diversidade, conforto e realização com a própria fé. O projeto tem como foco a Igreja Cristã Evangelho Para Todos, uma das primeiras igrejas cristãs do Brasil a pregar a Teologia Inclusiva.
Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

Primeira Terra: Arquitetura Ecológica Integral

first_earth3

Há muitos problemas na maneira como organizamos nossa ocupação da terra. Alguns são problemas de transporte, sociais e até espirituais e alguns problemas são ecológicos e econômicos. Construções consomem 40% da energia mundial e 40% dos materiais brutos. Construções são responsáveis por 40% da emissão de CO2 e 40% da diminuição do ozônio. 75% de todas as árvores derrubadas na América do Norte são usadas na construção. 97% de todas as florestas naturais dos EUA já foram derrubadas. Como reinventar as nossas moradias para que elas ofereçam conforto e proteção de maneira que não agrida ainda mais a natureza ao nosso redor e dentro de nós ? Encontre as respostas em Primeira Terra, um documentário sobre a construção natural e como ela ocorre em diferentes partes do mundo; Seus fundamentos filosóficos, sociais e ecológico e as várias soluções encontradas por pessoas ao redor do planeta para viver de maneira sustentável.

 

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

A Educação Proibida

“Se estimula muito as crianças a competirem entre elas. Os melhores alunos tem reconhecimento, tem prêmios. Aquelas crianças que não se saem bem nos exames são chamadas à atenção. Em muitos casos nem sequer são levadas em conta. Todo mundo fala de paz, mas ninguém educa para a paz. As pessoas educam para a competição e a competição é o princípio de qualquer guerra.” “O que faz com que o estudante fracasse na escola ?  Não é o estudante quem fracassa, é o sistema que está mal planejado. É que as reformas educacionais atuais, em voga em muitas partes, estão mal enfocadas.” “As escolas e os colégios da América Latina não são mais do que espaços de tédio e aborrecimento. Eu sempre os convido a passar pelos colégios para que vejamos uma caricatura que tem que acabar. É um professor em frente a um quadro negro ditando aulas, em pleno século 21, isso não tem sentido.”

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

Vítimas do Facebook (Facebook Follies)

Os seres humanos, por natureza, são criaturas sociais. Uma das nossas necessidades mais básicas e primitivas é conectar-nos com outros. Quando o telégrafo foi inventado, no século 19, ele mudou tudo. Todas as inovações em comunicações que se seguiram tinham o mesmo propósito: aproximar as pessoas. Nós fotografamos nossas vidas, interagimos com outros e, sem pensar duas vezes, compartilhamos nossas experiências pessoais on-line. Pode-se dizer que isso é uma versão moderna de uma velha necessidade primitiva. Mas todo esse compartilhamento tem um risco pessoal. A mídia social está mudando a maneira como as pessoas interagem. Em muitos casos é uma viagem turbulenta. Um monte de informações pessoais sendo compartilhada com pessoas que, muitas vezes, nunca vimos. As consequências futuras que são impossíveis de prever. Pensando bem é uma loucura. Nós chamamos isso de “Loucuras do Facebook” e essas são as suas histórias.

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

Quem matou o carro elétrico ?

Em 1996, carros elétricos começaram a aparecer nas estradas da Califórnia. Eles eram silenciosos e rápidos, não expeliam fumaça e rodavam sem gasolina. Dez anos depois, esses carros futurísticos haviam desaparecido quase que completamente. O Que houve ? Por que deveríamos estar sendo assombrados pelo fantasma do carro elétrico ? Essa não foi a primeira vez que o carro elétrico foi morto. Há cem anos, havia mais carros elétricos nas ruas que carros a gasolina. Para muitos, os carros elétricos eram os preferidos. Eram silenciosos, suaves e podiam ser recarregados em casa. Carros a gasolina, por outro lado, precisavam de manivela e produziam fumaça. À medida que o século 20 ganhava velocidade, o carro elétrico perdia impulso. Partidas automáticas, petróleo barato e produção em massa deram vantagem ao carro a gasolina. Em 1920, o motor de combustão interna ganhara a corrida pelo controle das estradas e a era automobilística moderna nascia.

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

11 de Setembro: A Grande Farsa

Será que os atentados terroristas de 11 de Setembro de 2001 foram uma armação do próprio governo americano com  objetivos econômicos e militares ? Essa teoria tem adeptos no mundo inteiro, especialmente nos Estados Unidos da América. Nesse documentário, levado ao ar pela TV estatal portuguesa, RTPI 2, o diretor Dylan Avery apresenta algumas evidências bastante convincentes e, em alguns casos, assustadoras. Acompanhe essa investigação independente e tire as suas próprias conclusões.

 

 

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

Ouro Azul: Guerras Mundiais pela Água

Em 1906, Pablo Valencia ousou realizar a viagem do México até a Califórnia em busca de ouro. Ele sobreviveu sem água por uma semana. Quando foi resgatado ele documentou a experiência da sede. A saliva se torna espessa, a garganta dá um nó. A língua incha tanto que sai da boca, a laringe incha a ponto de dificultar a respiração, criando a terrível sensação de afogamento. A face endurece devido à contração da pele. As pálpebras secam e os globos oculares sangram. Muitos começam a alucinar.  Esse não é um filme sobre salvar o meio ambiente mas sobre salvar a nós mesmos. Pois qualquer um (independente da sua visão política, social e ambiental) que ficar sete dias sem água irá verter lágrimas de sangue.

Quer baixar esse vídeo? Clique AQUI !