Olhos Azuis

eye

 

`Olhos Azuis” é um documentário frio sobre um tema fervente: os workshops sobre racismo desenvolvidos pela norte-americana Jane Elliott. O filme acompanha, especificamente, um desses workshops, realizado em Kansas City com 30 pessoas, entre professores, policiais e assistentes sociais. Durante duas horas e meia esses indivíduos são submetidos a um estranho experimento: os que têm olhos azuis são separados dos restantes e bombardeados por um tratamento discriminatório e ofensivo semelhante ao que os negros e outras etnias oprimidas sofrem cotidianamente nos EUA.

 

 

Escândalos do Mundo Antigo: Egito

scandals-of-the-ancient-world-egypt-2008

Complôs de assassinato, tramas de roubo, desvios sexuais. Essas não são manchetes de hoje, são os primeiros escândalos registrados nos antigos hieróglifos egípcios. Mas tanto na época como  agora, mal comportamento tinha suas consequências. São contos raros que expõem a terra dos Faraós como nunca se viu.

O Riso dos Outros

o riso dos outros

Afinal, existem limites para o humor? Piadas ofendem, ferem o politicamente correto? O argumento “É só uma piada!” é válido para qualquer circunstância, ainda que expresse o racismo, o sexismo, o preconceito contra as minorias e indivíduos? Piadas preconceituosas contra negros, mulheres, gays, lésbicas, gordos, deficientes físicos, etc. são engraçadas? Por que provocam o riso? Quem ri é cúmplice ou o humorista apenas expressa os valores presentes na sociedade? Se é ofensivo não deveria ser proibido? Quem define o limite entre a liberdade de expressão e a ofensa preconceituosa? O politicamente correto? Este não é uma forma de policiamento ideológico, social e político? Então, em nome da “senhora liberdade” tudo é permitido?

áudio: portugês br

legendas: english

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

O Povo Brasileiro: 10 episódios (The Brazilian People)

o povo brasileiro
“Ninguém sabe como o mundo vai ser daqui a 50 anos. Só sabemos uma coisa, será totalmente diferente do que é hoje. Alguém podia imaginar, quando acabou a guerra, que o mundo iria mudar tanto ? É uma reinvenção do mundo que o desenvolvimento está fazendo, então a coisa mais importante para os brasileiros: Preste atenção ! O mais importante é inventar o Brasil que nós queremos. Surgimos da confluência, do entrechoque, do caldeamento do invasor português com índios silvícolas e com negros africanos. Somos uma cultura sincrética, um povo novo que apesar de fruto da fusão de matrizes diferenciadas se comporta como uma só gente sem se apegar a nenhum passado. Estamos abertos é para o futuro. Antes de o Brasil existir como é que era o mundo ? O Brasil nasce sob o signo da utopia, a terra sem males, a morada de Deus” Darcy Ribeiro em O Povo Brasileiro.
Áudio: Português br
subtitles: english, español, français

Capítulo 1: A Matriz Tupi


Capítulo 2: A Matriz Lusa
Capítulo 3: A Matriz Afro
Capítulo 4: Encontros e desencontros ( A chegada dos europeus, a escravização e a catequese)
Capítulo 5: O Brasil Crioulo
Capítulo 6: O Brasil Sertanejo
Capítulo 7: O Brasil Caipira
Capítulo 8:
O Brasil Sulino
Capítulo 9: O Brasil Caboclo
Capítulo 10: Invenção do Brasil

 

Quer baixar esses vídeos ? Clique AQUI !

Como Iniciar uma Revolução

como começar uma revolução

No mundo inteiro as pessoas estão lutando contra a tirania. A obra de um homem ajudou a libertar milhões de pessoas. ” Meu nome é Gene Sharp e esse é o meu trabalho. Eu tento entender a natureza e o potencial de formas de luta não violenta para derrubar ditaduras.” Gene Sharp é o maior especialista do mundo em revolução não violenta, ele escreveu um livro para derrubar ditaduras. Ele contém uma lista com 198 armas não violentas. ” Não sabemos como o livro se espalhou mas aconteceu. Ele existe em mais de 30 línguas, em diferentes locais do mundo,  em todos os continentes exceto a Antártida.” Os ensinamentos do livro de Gene Sharp são usados por revolucionários do mundo todo.

áudio: english

legendas: português br

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

Como a Arte Fez o Mundo

como a arte fez o mundo

As imagens dominam nossas vidas. Elas nos dizem como nos portar, o que pensar, até o que sentir. Elas nos moldam e nos definem. Mas por quê essas imagens, símbolos e a arte que vemos ao nosso redor todos os dias detêm tamanho poder sobre nós ? A resposta não se encontra aqui, em nosso tempo mas há milhares de anos atrás. Porque quando nossos ancestrais criaram as primeiras imagens que derem sentido ao mundo deles, produziram um legado visual que ajudou a moldar o nosso mundo. Nessa série viajaremos ao redor do globo, descobrindo os tesouros mais deslumbrantes do planeta. Veremos como o esforço dos artistas ancestrais levou ao triunfo das maiores civilizações do mundo. Nossa jornada nos levará através de centenas de milhares de anos de história. Testemunharemos algumas das mais extraordinárias cerimônias das culturas mais antigas do mundo. E revelaremos como eles desvendaram os mais profundos segredos da arte antiga. Ouviremos o testemunho de pessoas que fizeram essas descobertas arqueológicas. E usaremos a ciência para revelar como, há milhares de anos atrás a mente humana nos levou a criar imagens surpreendentes. Você nunca mais verá nosso mundo com os mesmos olhos, pois essa é a história épica de como nós, humanos, fizemos a arte e como a arte fez de nós humanos.

 

Quer baixar esses vídeos ? Clique AQUI !

Vítimas do Facebook (Facebook Follies)

Os seres humanos, por natureza, são criaturas sociais. Uma das nossas necessidades mais básicas e primitivas é conectar-nos com outros. Quando o telégrafo foi inventado, no século 19, ele mudou tudo. Todas as inovações em comunicações que se seguiram tinham o mesmo propósito: aproximar as pessoas. Nós fotografamos nossas vidas, interagimos com outros e, sem pensar duas vezes, compartilhamos nossas experiências pessoais on-line. Pode-se dizer que isso é uma versão moderna de uma velha necessidade primitiva. Mas todo esse compartilhamento tem um risco pessoal. A mídia social está mudando a maneira como as pessoas interagem. Em muitos casos é uma viagem turbulenta. Um monte de informações pessoais sendo compartilhada com pessoas que, muitas vezes, nunca vimos. As consequências futuras que são impossíveis de prever. Pensando bem é uma loucura. Nós chamamos isso de “Loucuras do Facebook” e essas são as suas histórias.

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !

A Ponte

” Um dos mais comoventes e honestos filmes sobre suicídio jamais produzidos.” A ponte Golden Gate, que corta a baía de São Francisco, é um grande ponto turístico americano. Mas é também o lugar do mundo com o maior índice de suicídios. O diretor registrou diariamente, em 2004, a rotina sinistra do cartão-postal. Além do movimento de carros, pedestres e turistas, ele flagrou mais de 20 suicídios. No filme ele flagra pessoas subindo no parapeito da ponte e se atirando. Além de filmar o ato, o diretor foi atrás de depoimentos de familiares e amigos dos suicidas para tentar entender os motivos de tal atitude.

 

Quer baixar esse vídeo ? Clique AQUI !